Como funciona o mandado judicial? Como solicitar, levantar, cumprir?

A Expedição e Cumprimento de Mandado Judicial

Introdução

Olá! Neste blog, vamos falar sobre o mandado judicial e como funciona o seu processo de expedição e cumprimento. Como perito judicial, é importante entender os procedimentos legais envolvidos em atividades que requerem a presença da força policial. Vamos explicar passo a passo como todo o processo ocorre, desde a solicitação até a emissão do mandado e sua execução.

O Que é um Mandado Judicial?

O mandado judicial é um documento emitido pelo juiz que permite a realização de atividades que exigem o apoio do Estado, como entrada em propriedades ou acompanhamento policial. Esse documento pode conter autorização de arrombamento, caso seja necessário, e estabelece a presença da força policial durante o cumprimento. É importante ressaltar que o perito não pode simplesmente solicitar a presença policial sem uma justificativa adequada.

A Expedição do Mandado Judicial

Para solicitar a expedição de um mandado judicial, o perito precisa elaborar uma petição explicando a necessidade da sua emissão. É importante apresentar uma justificativa sólida, deixando claro o objetivo da atividade a ser realizada. Por exemplo, em casos de busca e apreensão, o perito pode precisar fotografar o local antes de agendar a perícia para registrar possíveis irregularidades.

Ao redigir a petição, é importante considerar o sigilo de justiça, para garantir que as partes envolvidas não tenham conhecimento prévio da solicitação. Isso evita interferências ou manipulações no local antes da chegada do perito. O perito pode solicitar o segredo de justiça para que apenas o juiz tenha acesso à petição até a sua liberação.

O Papel do Oficial de Justiça

Após a expedição do mandado, um oficial de justiça é designado para acompanhar o perito durante o cumprimento. O oficial de justiça é responsável por manter a posse do mandado e garantir que todas as ações estejam de acordo com o documento. Ele atua como mediador entre o perito e a polícia, evitando abusos de autoridade e garantindo a ordem e segurança durante o processo.

O Cumprimento do Mandado

No dia agendado, o perito se encontra com o oficial de justiça e os policiais designados para o cumprimento. É importante realizar uma introdução formal na portaria, informando que o perito está acompanhado do oficial de justiça e que a polícia está presente para garantir a segurança e ordem durante a atividade.

Caso haja resistência por parte do local a ser visitado, o perito pode tentar uma abordagem administrativa pacífica, explicando a necessidade da entrada e tentando obter a permissão do responsável. Se isso não for possível, o oficial de justiça tem o poder de forçar a entrada, conforme autorizado pelo mandado judicial. É importante ressaltar que o perito só pode realizar as ações descritas no mandado, não podendo extrapolar suas atribuições.

Relatório e Procedimentos

Após o cumprimento do mandado, o perito deve elaborar um relatório detalhando todas as ações realizadas, incluindo a descrição da cadeia de evidências e custódia. O oficial de justiça irá solicitar que o perito assine o termo de cumprimento, comprovando sua presença e participação no processo. Em casos de busca e apreensão, é necessário elaborar um documento listando tudo o que foi encontrado e apreendido, fornecendo uma cópia ao oficial de justiça para sua assinatura.

O relatório do perito será utilizado como base para o laudo final, que será apresentado em juízo. É importante seguir todos os procedimentos legais e manter a cadeia de custódia correta para garantir a validade das provas coletadas durante o cumprimento do mandado.

Conclusão

O mandado judicial é uma ferramenta poderosa para garantir a segurança e eficácia das atividades realizadas pelo perito judicial. Ao entender o processo de expedição e cumprimento do mandado, o perito pode atuar de forma mais assertiva, seguindo os procedimentos legais e garantindo a validade das provas coletadas. É importante lembrar que o mandado judicial deve ser cumprido com responsabilidade e de acordo com o que está descrito no documento, evitando abusos de autoridade.

Esperamos que este blog tenha esclarecido suas dúvidas sobre o funcionamento do mandado judicial. Se você tiver mais perguntas, deixe um comentário abaixo. Até a próxima!

Made with VideoToBlog

Links importantes

Nosso canal: https://www.youtube.com/@PericiaJudicial
Nossos grupos: https://fala.host/grupos
Laudos e artigos: https://periciajudicial.zsistemas.com.br
Cartão de visitas: https://fala.host/C/Perito
Calculadora de honorários online: https://fala.host/calculadoradehonorarios
Cadastre-se em nosso Banco de Peritos:
https://fala.host/bancodeperitos
5 Passos de como se tornar um Perito Judicial: https://periciajudicial.zsistemas.com.br/index.php/2023/09/27/5-cinco-passos-para-se-tornar-um-perito-judicial
Crie o seu cartão de visitas virtual grátis:
https://fala.host/cartao
#periciajudicial #periciaextrajudicial #pericia #peritos #objetopericial #investigação #assistentetécnico #CREA #NBR #abnt #engenharia #engenheiro