O Juiz aceitou a desistência da prova pericial e julgou usando as provas dos autos

Juiz Decide Desistir da Prova: O Que Isso Significa?

Introdução

Olá, peritos! Meu nome é Agenor Zapparoli e trabalho como perito judicial e assistente técnico nas horas vagas. O tema de hoje é quando o juiz decide aceitar o pedido de desistência da prova pericial por parte das partes envolvidas no processo. Neste vídeo, explicaremos melhor sobre esse acontecimento, se isso é possível, como ocorre e todas as questões relacionadas. Mas antes, não se esqueça de deixar o seu like, se inscrever no canal, compartilhar nas redes sociais e ativar o sininho para receber notificações. Comente também a cidade de onde você está falando e entre em nosso grupo de WhatsApp para discutir com outros peritos cadastrados. Para entrar no grupo, basta digitar no seu navegador: fala.host/grupos. Lá você poderá conversar com a gente e trocar experiências. Agora, vamos ao tema do vídeo.

O Juiz Aceitou a Desistência da Perícia

Quando uma das partes envolvidas no processo solicita uma perícia, é comum que o juiz procure o perito mais adequado para aquele objeto de perícia. No entanto, nem sempre o juiz consegue encontrar um perito disponível. Isso pode ocorrer, por exemplo, quando a perícia é gratuita e as partes não têm condições de arcar com os custos do perito ou quando a proposta apresentada pelo perito está acima do valor do objeto pericial. Além disso, pode haver casos em que a parte autora recebeu o benefício da justiça gratuita, enquanto a ré não. Nesses casos, o juiz pode ter dificuldade em encontrar ou estabelecer um perito. Diante dessa situação, é possível que a parte que solicitou a perícia desista da prova e peça ao juiz que julgue o processo com base nas provas já presentes nos autos.

Provas já Presentes nos Autos

No processo, as provas são os documentos apresentados pelas partes. Na petição inicial, a parte autora apresenta sua causa de pedir e os documentos que deseja produzir. Em seguida, a parte ré apresenta sua contestação e também os documentos que pretende produzir. É importante destacar que a produção de provas é solicitada ao juiz durante a fase de produção probatória, após o saneamento do processo. Quando ocorre a desistência da perícia, o juiz analisa quais partes solicitaram a perícia e se ambas concordam com a desistência. Caso todas as partes envolvidas no pedido de perícia desistam, o juiz irá julgar o processo com base nas provas já presentes nos autos.

Julgamento do Juiz Conforme as Provas

Após analisar as provas já presentes nos autos, o juiz irá proferir sua sentença com base nessas provas. Geralmente, a parte que trouxe a maioria das provas é o autor, mas o réu também pode apresentar provas caso seja o responsável pelo ônus probatório. Nesse momento, é importante confiar na capacidade do juiz de interpretar juridicamente as provas apresentadas, mesmo que nem sempre elas sejam de fácil compreensão ou estejam muito técnicas. Caso o juiz julgue de forma equivocada, é possível que a parte prejudicada recorra da decisão e a questão seja revista pela segunda instância.

Revisão na Segunda Instância

Na segunda instância, é possível solicitar a complementação da perícia caso seja necessário. Nesse caso, um novo perito pode ser chamado para realizar a perícia e auxiliar na análise técnica do processo. Vale ressaltar que, se a segunda instância entender que a sentença proferida pelo juiz de primeira instância não possui provas suficientes, ela poderá anular a sentença e determinar a extinção do processo. Portanto, é importante ter em mente que desistir da prova pericial é uma decisão complexa, pois pode prejudicar a busca pela justiça.

Considerações Finais

Como podemos ver, a desistência da prova pericial é uma questão delicada no sistema judiciário. Ao aceitar a desistência, o juiz assume a responsabilidade de analisar juridicamente as provas já presentes nos autos, sem uma análise técnica aprofundada. Isso pode gerar situações em que a justiça não seja plenamente alcançada, já que as provas podem não ser interpretadas adequadamente. Por isso, é fundamental que as partes envolvidas no processo avaliem cuidadosamente os prós e contras antes de tomar a decisão de desistir da perícia. E você, já passou por essa situação? O que você faria? Compartilhe sua opinião conosco.

Conclusão

Diante do exposto, vimos que o juiz pode aceitar o pedido de desistência da prova pericial por parte das partes envolvidas em um processo. Nesses casos, o juiz irá julgar o processo com base nas provas já presentes nos autos. É importante ressaltar que essa decisão pode trazer consequências para a busca pela justiça, uma vez que as provas podem não ser interpretadas de forma adequada. Por isso, é fundamental avaliar cuidadosamente as opções antes de tomar a decisão de desistir da perícia. Se você gostou deste conteúdo, não se esqueça de deixar o seu like, se inscrever no canal, compartilhar nas redes sociais e ativar o sininho para receber notificações. Muito obrigado por assistir e até a próxima!

Made with VideoToBlog

Nosso canal: https://www.youtube.com/@PericiaJudicial
Nossos grupos: https://fala.host/grupos
Laudos e artigos: https://periciajudicial.zsistemas.com.br
Cartão de visitas: https://fala.host/C/Perito
Calculadora de honorários online: https://fala.host/calculadoradehonorarios
Cadastre-se em nosso Banco de Peritos:
https://fala.host/bancodeperitos
5 Passos de como se tornar um Perito Judicial: https://periciajudicial.zsistemas.com.br/index.php/2023/09/27/5-cinco-passos-para-se-tornar-um-perito-judicial
Crie o seu cartão de visitas virtual grátis:
https://fala.host/cartao
#periciajudicial #periciaextrajudicial #pericia #peritos #objetopericial #investigação #assistentetécnico #CREA #NBR #abnt #engenharia #engenheiro